Lixeira para banheiro: 4 dicas para escolher a melhor

por admin 17/09/2019 às 19:07 1 Comentarios

 

Escolher uma lixeira para banheiro parece ser uma tarefa simples e fácil, não é mesmo? A maioria das pessoas provavelmente considera apenas a beleza da lixeira e como ela ficará esteticamente no ambiente. 

 

Mas a escolha da lixeira tem muita importância e pode sofrer diversas influências como o material, a capacidade, cor, modelo de abertura, entre muitos outros. 

 

Outro fator essencial a ser considerado na hora de escolher a lixeira é justamente o local onde ela será instalada, pois isso influência no tipo de lixo que será jogado. Um escritório, por exemplo, costuma ter apenas lixo seco, o que permite utilizar lixeiras abertas. Já cozinhas e banheiros exigem lixeiras fechadas.

 

Hoje nós vamos falar um pouco sobre essas considerações para ajudar você a escolher a melhor lixeira para banheiro. 

 

 

Lixeira para banheiro

 

 

As lixeiras ideais precisam ser práticas, fáceis de usar, fáceis de limpar e muito higiênicas. Preferencialmente não deve haver contato com a tampa no momento do descarte do lixo. 

 

Isso porque esse é um ambiente facilmente contaminável, o que pode provocar problemas de saúde na família, além de mau cheiro.

 

1. Tamanho

 

Na hora de escolher a melhor lixeira para banheiro, dê preferência para as pequenas ou médias. Considere as que possuem de 3 a 5 litros apenas, mesmo que seu banheiro seja grande e ofereça espaço para uma lixeira maior. 

 

 

Dessa forma a retirada do lixo acaba se tornando mais frequente e evita-se a proliferação de bactérias e dos odores desagradáveis. O ideal é que a troca aconteça mais de uma vez por semana. 

 

Outro detalhe importante para facilitar a higienização é que o interior da lixeira seja removível para permitir a lavagem com água, que deve acontecer toda semana também. 

 

O saco de lixo precisa ser trocado com frequência também, pois alguns resíduos podem contaminá-lo e o contato acaba permitindo a proliferação das bactérias. E nem pense em colocar lixo direto na lixeira, sem saco. Se você acha feio deixar o saco de lixo aparecendo, saiba que já existem modelos que “escondem” o saco de lixo por dentro da lixeira.

 

2. Materiais

 

O banheiro é um local úmido, normalmente menos ventilado e pequeno. Além disso, está em contato frequente com água que cai da pia ou na saída do banho. Sendo assim é importante que o material da sua lixeira para banheiro seja resistente à umidade como plástico, inox, metal ou acrílico.   

 

 

Além disso, o material também precisa combinar com a decoração do banheiro para que a lixeira se torne um complemento ao seu design. Existem diversos modelos de lixeira para banheiro decoradas, com estampas lindas que podem combinar com a sua decoração. 

 

 

As lixeiras em plástico oferecem uma grande variedade de cores e formatos, inclusive tonalidades mais vivas e bem coloridas. O plástico normalmente proporciona mais leveza e descontração ao ambiente e podem harmonizar em qualquer ambiente. Uma ideia legal é combinar a cor da lixeira com a cor do vaso sanitário ou da cuba da pia. As lixeiras de plástico costumam ser mais baratas e mais fáceis de serem encontradas.  

 

As lixeiras em aço inoxidável são peças que transmitem elegância e sofisticação. Elas harmonizam com ambientes modernos, clássicos e minimalistas. Esse tipo de acabamento pode ser combinado com o design da torneira da pia e até mesmo do chuveiro para trazer mais sofisticação para o ambiente. As lixeiras em aço inox costumam ser mais caras, mas mais bonitas. 

 

Além desses materiais ainda existem lixeiras para banheiro fabricadas em fibra, porcelana, ferro, polietileno, etc. Esse último material está em alta por causa da sua maior durabilidade, flexibilidade, pela possibilidade de ser deixada ao sol e pela facilidade de limpeza.

 

3. Tipo de abertura

 

O problema da contaminação com bactérias e germes no banheiro é bastante importante e precisa ser avaliado na hora de escolher a melhor lixeira para banheiro. 

 

O ideal é que não haja contato entre as mãos e a lixeira em casa uso, e para isso podem ser escolhidos modelos de lixeira com pedal ou com sensores. 

 

 

As lixeiras com pedal são extremamente práticas e muito fáceis de serem encontradas. O mecanismo da lixeira permite que a tampa seja levantada apenas com o apoio do pé no pedal garantindo que não haverá contato com as mãos.

 

 

A novidade do mercado é a lixeira com sensor que abre automaticamente com a aproximação da mão em relação à lixeira. Um modelo bastante moderno, mas também com custo mais alto. É considerada contemporânea e muito higiênica. Geralmente são compostas por baterias recarregáveis. 

 

Além desses, existem ainda modelos com tampa retrátil, tampa basculante, tampa removível, modelos com dupla abertura, com tampa click, etc. Mas todos esses exigem o contato com a lixeira, o que não é indicado no banheiro. 

 

 

Como evitar o cheio ruim nas lixeiras de banheiro

 

Muitas pessoas consideram a limpeza das lixeiras uma das tarefas mais indesejáveis de uma casa. Lidar com o lixo realmente não é agradável, mas é necessário devido ao grande risco à saúde causado pela negligencia a esse processo de higiene, como o aparecimento de doenças respiratórias, infecções e a aproximação de insetos causadores de outras doenças, como ratos e baratas. 

 

Dependendo do volume de lixo produzido, o ideal é retira-lo todos os dias. Se estiver com odor desagradável é porque já está contaminado por germes e bactérias

 

Para evitar é importante que a lixeira permaneça fechada e, caso não tenha coleta de lixo no dia, que se mantenham os sacos fechados e longe da umidade. Sendo assim, evite jogar resíduos úmidos na lixeira também. 

 

 

Como limpar a lixeira de banheiro corretamente:

 

  • O ideal é realizar a limpeza logo após cada coleta. Para isso utilize desinfetante em gel, que alcança os cantos mais difíceis e tem ação prolongada no combate aos germes e bactérias. 
  • Utilize uma escova de limpeza que possa ser exclusiva para as lixeiras, ou seja, que não será usada para limpar outras áreas ou utensílios. Aplique o desinfetante em gel e esfregue para remover a sujeira. Em seguida enxague com bastante água. 
  • Não se esqueça de lavar adequadamente todos os materiais usados na limpeza das lixeiras, assim como de lavar muito bem as mãos para evitar a contaminação cruzada, que é quando as mãos sujas pelo lixo contaminam alimentos e outras superfícies. 
  • O tipo de saco plástico utilizado na lixeira também deve ser observado. É muito comum que as sacolas de supermercado sejam utilizadas para esse fim, porém esses não são os modelos ideais. O correto é usar sacos produzidos especificamente para recolher lixo. Eles são mais resistentes e protegem o conteúdo.

     

4. Como tirar o cheio ruim das lixeiras

 

Quando nos esquecemos de tirar o lixo com a frequência adequada os maus odores aparecem e pode ser difícil de tirar. 

 

Nesses casos, existem alguns truques que podem ajudar a eliminar esse problema e acabar com o constrangimento. 

 

O primeiro é utilizar um pouco de bicarbonato de sódio no fundo da lixeira. Por ser muito alcalino, o bicarbonato absorverá os cheiros desagradáveis. Você também pode colocar um lenço de papel no fundo da lixeira e pingar algumas gotas de óleo essencial da sua preferência. Borrifar as paredes da lixeira com vinagre branco também elimina o cheio ruim.

 

 

Gostou das dicas? Então escolha a melhor lixeira para banheiro, que será prática e higiênica e que também vai combinar com a sua decoração.   

 

Etiquetas: lixeira banheiro

1 Comentarios

LIA:
12/06/2020 às 13:49, 01:49:37 PM, TIPOS DE LIXEIRA PARA BANHEIRO
Botão de Resposta

ADOREI O TEXTO. INFORMACOES UTEIS

Deixe um comentário